⇒  See the language on the left-hand flag ⇐

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
2






14) A Graça e o Nosso Reinar Com Cristo - 06

 

A Soberana Graça de Deus e o Nosso Reinar Com Cristo em vida - Parte 06 

Ao abordar esse tema quero dedicar mais a minha atenção ao reino de Deus em relação à igreja aqui na terra; mas para se ter uma noção melhor vou abordar também, de uma forma sucinta, em relação aos judeus, também aqui na terra, na época da lei. A partir dos judeus estendendo-se aos gentios; e na eternidade. Vou fazer menção de alguns textos só para que o leitor possa fazer diferença entre essas fases do reino. Mas ficarão sem menção muitas outras referências; no entanto, creio que a partir dessas que vou abordar se pode fazer melhor a diferenciação.

   1. O REINO DE DEUS PARA OS JUDEUS AQUI NA TERRA (LEI)

       Jesus falou muito sobre o reino de Deus para os judeus ainda na lei, vejamos:

a- “Se, porém, eu expulso demônios pelo Espírito de Deus, certamente é chegado o reino de Deus sobre vós” (Mt 12.28). Aqui Jesus diz que o reino de Deus é chegado. Isso se refere ao período do ministério de Jesus aqui na terra, só naquele período. Se Jesus estava aqui na terra o reino de Deus tinha que está também. Jesus é, será e sempre foi inseparável do reino de Deus. Hoje ele está dentro de nós por isso o reino de Deus também está.

b- “E ainda vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus” (MT 19.24). Aqui Jesus também estava se referindo ao período da lei, pois na graça não há nenhuma diferença; rico ou pobre tanto faz, só será salvo mesmo o eleito rico ou pobre, não faz diferença.

c- “Portanto, vos digo que o reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que lhe produza os respectivos frutos” (Mt 21.43). Aqui Jesus deixa claro que esse reino, daquele período, em que ele estava na terra com os judeus, seria tirado e dado a igreja.

d- Quando Jesus disse: “Buscai em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça” (Mt 6.33), ele não estava se referindo ao período da igreja, não. Porque no período da graça o reino não precisa ser buscado, pois o reino já está dentro de nós pelo Espírito Santo que nos foi outorgado. A essência da lei se faz vista aqui. Na lei o homem buscava o reino; na graça ele é buscado. Quantos de nós que, com certeza, buscaram o reino com todo empenho e em primeiro lugar na esperança de que todas as demais coisas fossem acrescentadas, mas nada aconteceu. Não aconteceu exatamente por não se aplicar à nossa época. Hoje, na graça, podemos viver num constante reinar com Cristo, pois o reino está em nós e nós estamos nele. Não precisa ser buscado.

   2. O REINO DE DEUS PARA A IGREJA AQUI NA TERRA (GRAÇA)

a- “dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho” (Mc 1.15). O reino que está próximo aqui é o período da graça que viria depois do Pentecostes. Veja que Jesus disse: "crede no evangelho” e o evangelho na forma escrita veio bem depois da morte de Jesus.

b- “Dizia-lhes ainda: Em verdade vos afirmo que, dos que aqui se encontram, alguns há que, de maneira nenhuma, passarão pela morte até que vejam ter chegado com poder o reino de Deus” (Mc 9.1). Aqui se aplica ao período da igreja.

c- “Em verdade vos digo que jamais beberei do fruto da videira, até àquele dia em que o hei de beber, novo, no reino de Deus” (Mc 14.25). Aqui Jesus menciona o reino no período da igreja, e o beber aqui é simbólico, tem a ver com comunhão e não com o beber literalmente. Paulo disse que o reino de Deus não é comida nem bebida, veja: “Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo” (Rm 14.17). O reino de Deus, hoje, é na dimensão espiritual e nele não se come e nem se bebe no sentido literal.

d- “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, Nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus. Isto afirmo, irmãos, que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção. Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei. Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam.” (1Co 6.9; 15.50; Gl 5.16-21). A maioria das pessoas confunde o  reino aqui com a salvação, mas não tem nada a ver com ela. Um salvo não deve ser praticante de nenhuma das obras mencionadas acima, mas essas mesmas obras não farão o salvo perder a salvação, jamais! Se um salvo quiser reinar com Cristo em vida (Rm 5.17), terá que renunciar todas essas obras, mas o reinar com Cristo em vida terá que vir antes. Primeiro eu reino e depois eu venço as tendências carnais, e não vice-versa. Eu não poderia dizer que vou viver vitória sobre todas as tentações para que, como conseqüência, reinar com Cristo; estaria invertendo os valores. Mesmo porque sem o reinar de Cristo em mim, não seria capaz de vencer nada.

e- Considero Rm 5.17 a escritura mais importante no que se refere o nosso reinar com Cristo aqui na terra, em vida. “Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo”. Todo salvo já recebeu abundante graça e o dom da justiça. Jesus se tornou a nossa justiça; recebemos de Deus a justiça como uma dádiva. Tudo pela graça. Paulo disse: “E é assim também que Davi declara ser bem-aventurado o homem a quem Deus atribui justiça, independentemente de obras” (Rm 4.6). Vivemos no ministério do Espírito que também é chamado ministério da justiça, veja: “E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, se revestiu de glória, a ponto de os filhos de Israel não poderem fitar a face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, ainda que desvanecente, como não será de maior glória o ministério do Espírito! Porque, se o ministério da condenação foi glória, em muito maior proporção será glorioso o ministério da justiça” (2Co 3.7-9). Cristo se tornou a nossa justiça e por isso somos justificados de uma vez para sempre “Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção” (1Co 1.30). Uma vez que temos esta consciência da nossa justificação irreversível, temos paz com Deus (Rm 5.1), e uma vez com paz em nossos corações, entramos no repouso e descanso de Deus e no repouso de Deus reinamos com ele. Creio que o reinar com Cristo minimiza a força do pecado em nossa vida; mas não creio que o não pecar faça parte do processo do reinar com Cristo em vida, isto é, o querer vencer o pecado antes para depois reinar com Cristo. Temos, repito, que reinar antes. Primeiro reinamos pelo mover do Espírito, pelo dom da justiça e pela abundante graça; e na intensidade e proporção desse reinar vivemos uma vida santa, mas distante do pecado possível.

f- Um salvo jamais perde a sua salvação, mas ele pode viver uma vida minguada, sem fruto, sem testemunho, sem vigor, sem qualidade de vida cristã, sem motivação e sem aquela plenitude de vida abundante da qual Jesus falou em Jo 10.10; por não estar reinando com Cristo em vida. Ele não deve, mas pode viver uma vida carnal e por isso praticar qualquer uma ou umas, obras da carne mencionadas por Paulo no texto acima. Qualquer uma das obras. Se ele deixar o seu propósito de reinar com Cristo no seu dia a dia, ele pode deixar que a carne o domine e assim quem vive na carne não pode agradar a Deus. Quem reina com Cristo agrada a Deus, mas quem vive na carne não tem como agradá-lo.

g- De uma coisa podemos ter certeza, de acordo com Rm 5.17, todo salvo tem a provisão dos recursos para reinar com Cristo em vida.

3. A DURAÇÃO DO REINO DE DEUS AQUI NA TERRA

Portanto, Começou aqui na terra no AT com a nação judaica estendendo até a cruz; depois com a igreja (composta com gentios e judeus), por todos os milenios aqui. Depois da cruz Deus não olha mais para israel, como muitos pensam, como povo especial, não. Ele só ver e trata com duas categoria de pessoas, não de nação, eleitos e não eleitos, salvos e perdidos, ovelhas e bodes. Em Cristo não pode haver grego, judeus, brasileiros ou qualquer outra nação. Nele há igreja. Tudo de especial que Deus tinha com israel findou na cruz.

4. O REINO DE DEUS NA ETERNIDADE

a- No estado eterno, Deus reinará para sempre sobre tudo e sobre todos. Em certo aspecto continua como sempre. Ele sempre reinou soberano e poderosamente, tendo o controle de tudo e de todos. Nada nunca fugiu e nem fugirá do seu domínio soberano. Isso é reinar. b- O reino de Deus é eterno e isso significa que ele sempre reinou e sempre reinará. Mas na esfera humana ele se manifesta em modalidades diferentes, no entanto, na esfera divina, Deus reina ininterruptamente por toda a eternidade. Num eterno hoje, num eterno presente, num eterno agora. Ele não está sujeito ao tempo, pelo contrario é senhor e autor do tempo. Para ele não existe ontem nem amanhã, só um presente infindável. De certa forma é difícil de entender, mas é assim mesmo.

 

**********

Veja Mais Artigos Sobre o Tema:

Anterior, aqui <<<>>> Próximo, aqui

**********
Pr Aramisio Borges


“Eu realmente só amo a Deus, na proporção em que amo a pessoa que menos amo” (Dorothy Day) 

Pr Aramisio Borges 

Natural de Goiânia, Go. Mora em SP desde 1983, servo de Deus a serviço de sua obra, Pastor há mais de 35 anos, teólogo, professor de Teologia e psicólogo; é responsável pela  MCDI - Ministério Cristão de Discipulado e Integração e pelo Instituto Exousia. Procura amar a Deus acima de tudo e ao próximo como a si mesmo, ama a família, a obra de Deus, seus amigos, a vida!  Na medida do possível procura ser amigo de todos e na mesma medida, procura ter paz com todos os homens.  Procurando sempre resolver todas as pendências. Tem procurado estar de bem com Deus, consigo mesmo e com o próximo. Tem um grande interesse pelo bem-estar do ser humano, principalmente no que se refere ao seu relacionamento com o Criador. Não é perfeccionista, mas gosta do melhor possível. Não é dogmático, mas gosta de ter uma posição definida em relação aos temas e doutrinas da Bíblia. Não chegou ainda, aonde quer, mas sebe onde deve chegar e esforça-se para isso. Gosta de se relacionar com o ser humano, procurando sempre o melhor nas pessoas, mesmo que possa se surpreender com pior. Sabe que toda pessoa rotulada como ruim tem um lado positivo e toda considerada boa, tem um, pelo ao menos um, aspecto negativo. Assim é com todos. Considera o conhecimento e o envolvimento com a Soberana Graça de Deus como imprescindível para o cristão e entende que, para viver nessa plena graça precisa, antes de tudo, viver no pleno mover do Espirito Santo. E sem essa Graça ninguém seria salvo, pois foi nessa base da graça que Deus, soberanamente, nos elegeu em Cristo antes da fundação do mundo. 

Devocional Diário

NOSSOS ARTIGOS

01. Conheça Um Pouco Mais Da Graça De Deus

02. Desventurado Homem que sou!

03. Tudo Sobre Nosso Pleno e Perfeito Perdão

04. Aprenda viver bem com Deus e com seus impulsos sexuais

05. O que é a Graça de Deus?

06. O que significa a Graça de Deus?

07. O Evangelho da Graça de Deus

08. O Significado de "Fim da Lei" em Romanos 10.4

09. A Maravilhosa Graça de Deus

10. Em que dia da semana Jesus morreu?

11. Ef 5.18-21

12. Duas formas pelas quais poderíamos ser justificados

13. Definição do Amor

14. Como Você Define o Amor?

15. Coisas Oferecidas em Sacrifícios aos Ídolos

16. Cinco Votos para Obter Poder Espiritual

17. Cientista prova a Existência de Deus

18. O Batismo e Plenitude do Espírito Santo - Parte  01

19. O Batismo e a Plenitude do Espírito santo - Parte 02

20. A agonia de Jesus na Cruz

21. A Unção Com óleo, hoje

22. A Terra que estava sem forma e vazia

23. A Soberania de Deus e Seus Eleitos

24. A  Soberania de Deus e os porqês sem respostas

25. A mente de Cristo em Nós

26. Estudos de Hebreus 6.4-8

27. Fé Como Um Grão de Mostarda

28. Mulher Vivendo o Fruto o Espírito

29. O Consolo de Deus na Hora do Luto

30. O Fruto do Espírito Santo e o Caráter Cristão

31. O homem foi criado para viver prazer profundo

32. O Padrão Bíblico de Avivamento

33. O Perdão dos Pecados

34. O que Paulo está falando em Romanos 3.1-8?

35. O Salvo nunca será Desqualificado

36. Os deuses Estranhos da Ciência Moderna

37. Por que não há mais apóstolos hoje?

38. Precisamos mais do conhecimento do Senhor

39. Quando tudo na vida se trava

40. Verdadeiramente Livres para viverem

41. Todo sucesso na vida cristã começa e depende do Espírito Santo

42. O Único Mandamento para nós, Hoje

43. O Jejum é para os nossos dias?

45. Seu cérebro tem um botão “delete” capaz de apagar memórias e pensamentos indesejáveis e aqui está como usá-lo >>>Baixar

46. O que é a verdade?

47.Tudo Sobre Jesus